Petrolina recebe mais 15 mil doses da vacina contra a Covid-19 e abre agendamento neste sábado

A Prefeitura de Petrolina não tem medido esforços para avançar na campanha de vacinação contra a Covid-19. Neste sábado (21) as equipes da saúde estão atuando em oito polos de vacinação garantindo a imunização das pessoas que estavam agendadas. Para aqueles que estão dentro dos critérios, mas ainda não fizeram o agendamento para a primeira dose, logo mais, às 17h, serão abertas mais de 10 mil vagas na plataforma.

O agendamento deve ser realizado no site: vacina.petrolina.pe.gov.br. Neste momento, além dos grupos prioritários, o município está atendendo a população em geral com 25 anos ou mais. Os públicos pertencentes às forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores da indústria e da construção civil; e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, irão seguir o critério por faixa etária, ou seja, para receber a vacina devem ter 25 anos ou mais.

Os profissionais da Saúde e Educação, pessoas com comorbidades, gestantes, puérperas e indígenas entre 18 e 59 anos precisam realizar o agendamento. Já a população com 55 anos e mais, não é necessário agendamento, basta procurar o polo do SESC que é exclusivo para esse público, diariamente são disponibilizadas 20 fichas.

O município também está imunizando os adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades, de acordo com o plano nacional de imunização. Para esse público foi reservado o polo do SESC. É necessário agendamento.

Pessoas com 18 anos e mais que irão viajar para o exterior para tratamento de saúde, transferência de emprego, pesquisador ou estudante em intercâmbio, com viagem agendada para o segundo semestre, também foram incluídas nos grupos prioritários e devem realizar o agendamento na plataforma.

A imunização acontecerá das 9h às 17h, já a partir de segunda-feira (23). Para receber a vacina, além do agendamento, as pessoas precisam portar documento oficial com foto, CPF ou cartão do SUS e comprovante de residência. No caso dos profissionais, é necessário apresentar ainda o contracheque ou declaração que comprove o vínculo empregatício. Já as pessoas com comorbidades, devem levar o laudo que comprove a doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar