Materiais adaptados favorecem o aprendizado dos estudantes com deficiência da Rede Municipal de Petrolina

Ampliar a capacidade cognitiva do estudante com deficiência é uma das grandes metas da Prefeitura de Petrolina. Por isso, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes e o Núcleo de Apoio Psicopedagógico às Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais (NAPPNE), seguem trabalhando de forma permanente na inclusão desse aluno na sala de aula. Nesse sentido, as Escolas da Rede Municipal de Ensino têm buscado oferecer alternativas que visam atender às peculiaridades dos educandos através da adaptação de materiais pedagógicos, como é o caso da Escola Júlia Elisa, no bairro Alto do Cocar.

A Unidade promoveu nesta segunda-feira (30), uma exposição desses materiais que foram confeccionados pelos professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE). O evento fez parte da programação da Secretaria para a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência e teve como objetivo, apresentar os métodos de ensino que são utilizados dentro da rede municipal, na Educação Especial/Inclusiva. O uso desses mecanismos permite que esses estudantes sejam capazes de se expressar, elaborar perguntas, resolver problemas, se tornar mais participativos, permitindo assim uma maior interação social com os colegas de classe.

Durante a exposição, uma variedade de materiais didáticos adaptados foi apresentada, a exemplo do caça palavras, bingo silábico, jogo da velha, caixa de leitura, entre outros. “O nosso objetivo é identificar, elaborar e produzir recursos pedagógicos e de acessibilidade, considerando as necessidades específicas de cada aluno. Temos os materiais disponibilizados pelo MEC, mas podemos fazer um arsenal de jogos didáticos produzidos com objetos que encontramos facilmente. Esses instrumentos contribuem bastante na qualidade do ensino”, explicou um dos coordenadores da exposição e professor de AEE, Jefferson Braga.

A programação da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência nas escolas da rede municipal, conta ainda com exibição de vídeos, palestras on-line, exposição de artes, enquete sobre sentimentos em relação à pessoa com deficiência, e uma roda de conversa no dia 28 de agosto para pais e professores de AEE na Escola do Saber, das 9 às 11h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar