Com atendimento 24h, nova central de iluminação pública de Petrolina já está disponível

A nova central de monitoramento da iluminação pública e atendimento à população de Petrolina já pode ser acionada. Após assinatura da ordem de serviço da Parceria Público-Privada (PPP), nesta quarta-feira (8), os novos canais de comunicação foram liberados. Ao todo, quatro opções estão disponíveis aos petrolinenses.

A partir de agora, o atendimento poderá ser acionado 24h por dia, através do telefone: 0800 608 1022 (call center). Outra novidade é o aplicativo para celular O GIP (Gestão de Iluminação Pública). O app está disponível para download na Play Store e na Apple Store. A população também contará ainda com o atendimento presencial na sede da empresa Engie: Av. Filadélfia, nº 190, Jardim Imperial, em horário comercial, de segunda a sexta-feira e via site: https://gip.gpm.srv.br.

O prazo de atendimento é de até 12h na sede; 24h nas demais vias e logradouros; 48h na iluminação de destaque e até cinco dias úteis em áreas fora do distrito sede.

A proposta é otimizar o tempo do petrolinense se tratando do atendimento de iluminação pública, explica o secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Fred Machado. “O início da PPP da iluminação vai impactar também na eficiência do nosso atendimento aos usuários. Com a ampliação dos canais de atendimento, poderemos atender os chamados das comunidades em um intervalo de tempo mais curto. Em 12 meses, o cenário da iluminação pública será outro em nossa cidade, graças aos esforços da atual gestão”, ressalta.

PPP da iluminação – O contrato de parceria prevê a modernização de 100% do parque de Iluminação pública convencional para LED, tanto na área urbana quanto na zona rural da cidade de Petrolina. Serão utilizados equipamentos com maior capacidade de luminosidade e menos poluentes ao meio ambiente. A previsão da prefeitura é iniciar as substituições ainda neste mês de setembro nos bairros e zona rural. A modernização da rede propiciará um reforço na segurança pública, valorização dos bairros, na e redução anual de até R$ 7 milhões nos custos das contas públicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar