Tradição e criatividade foram destaques na 36ª edição do Festival de Violeiros de Petrolina

A noite desta segunda-feira (13) foi marcada pela força da cultura popular da 36ª edição do Festival de Violeiros de Petrolina. Um dos eventos mais aguardados do ciclo junino da cidade, a competição reuniu repentistas e violeiros de diversos estados do Nordeste, além de autoridades, admiradores da cultura nordestina e a população de modo geral. O Festival de Violeiros é uma organização da Associação dos Cantadores e Poetas do Vale do São Francisco, com apoio da Prefeitura de Petrolina.

Atentos ao ritmo, métrica e a oração dos versos, os artistas demonstraram muita criatividade e desenvoltura durante as apresentações de improviso. A cada novo desafio, o público presente vibrava e se divertia com a criatividade dos repentistas ao abordar temas do cotidiano; relações matrimoniais; política e outros. No palco estiveram presentes representantes de Pernambuco, Paraíba e Piauí.

Durante o Festival, foram realizadas cinco apresentações de duplas de violeiros, além de apresentação final com a dupla convidada, Ivanildo Vila Nova, de Campina Grande-PB, e Raulino Silva, de Caruaru-PE. Este ano, o festival premiou todos os participantes, como explica o presidente da Associação dos Cantadores e Poetas do Vale do São Francisco, Natanael Cordeiro“Diferente de outros anos, nessa 36ª edição do nosso Festival de Violeiros de Petrolina não houve a presença dos jurados ou comissão técnica. A animação do público e os aplausos foram os indicativos do sucesso da noite e ao final do evento, todos os artistas foram premiados. Recebemos o apoio maciço da prefeitura e conseguimos realizar um festival muito bom”, destaca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar